terça-feira, 24 de junho de 2008

«VENENOS DE DEUS, REMÉDIOS DO DIABO»...


... é o título do último livro de MIA COUTO agora lançado pela Caminho. O Fundamentalidades acompanhou o escritor moçambicano e teve oportunidade de se cruzar com José Saramago (que apresentou o livro) na Livraria Byblos, em Lisboa, hoje ao fim da tarde.

O momento único no cruzamento entre a frontalidade e o humor do Prémio Nobel português e as histórias e o charme de Mia Couto.


Um livro com direito a um cheirinho de jazz...

José Saramago e Pilar Del Rio posaram para a câmara do Fundamentalidades. Pilar continua linda como quando a conheci no Expresso há quase 20 anos atrás.

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _


Mas o Fundamentalidades também esteve no lançamento do mesmo livro de Mia Couto nas Caldas da Rainha através das fotos recolhidas pela sua correspondente na Região Oeste, Margarida Neves. Na imagem ao lado um pormenor da boa disposição da longa sessão de autógrafos dessa noite no CCC da cidade.




17 comentários:

mariam disse...

bem...deve ter sido fantástico "privar" com esses Senhores, digo bem, Senhores, deles, "consumo" quase tudo,
destaco, porque "me cairam no goto" «Raíz de Orvalho» belíssimos poemas, e «Memorial do Convento» um hino ao amor num cenário que me é grato.

boa semana
um sorriso (enorme) :)

ah! Poeta, cantou LUZ... obrigada. ;)

Bichodeconta disse...

Bem, estou cheia de inveja... A Pilar está linda porque é linda por dentro e por fora, o Zé Está igual a si próprio, igual ao que achei dele quando há mais de trinta anos comecei a privar com ele...Eu achava nessa altura(embora não seja uma pessoa muito religiosa) Mas dizia eu, achava , e continuo a acha o Zé A personificação de Deus na face da terra.. Pela paz que transmite, pela parte humana que poucos conhecem, e que é uma pena.. O José Saramago é das pessoas mais deliciosamente inteligentes que conheço... Mas é também a pessoa que menos se aproveitará dessa circunstancia.. Tenho tantas saudades do José....Da Pilar... O Mia Couto que tive o privilégio de conhecer pessoalmente , e que leio prazerosamente.. Que doçura põe em tudo o que escreve.. que sensibilidade ao brincar, usando as palavras desta lingua, que é a nossa e que alguns querem aniquilar..um beijinho Alexandre, da Ell

Andreia do Flautim disse...

E houve música e tudo!

mulher disse...

Sempre cultura.!!
Zé saramago, nem por isso, Mia couto sim.Assistir a tudo isto é um privilégio.
Parabéns.

HelloCátia disse...

Olaaaa ..
Qe saudades ja tinha de tudo isto , do teu blog qe é simplesmente ... FANTASTICO

Nao sei porquê que os mails voltam para tras , é muito estranho ...

Vou dando noticias ... [ tenho post novo ]

Beijinhos

Mar Arável disse...

BOAS NOTAS

NO SEU PIANO DE IMAGENS

Filoxera disse...

Que curioso! Há poucos dias, comentei outro post, no "A Qualidade do Silêncio", acerca do Mia Couto e deste seu novo livro.
Beijos.

diamante disse...

Privas com Saramago e mulher, Mias Coutos, Anas Mouras e outras coisas que sei irás por no blog... pergunto outra vez: afinal quem és tu? Um perfeito mistério, um enigma irresolúvel? Não és a pessoa que foste (mas ainda bem), quem te fez mudar de vida, que choqe tiveste na tua vida ou que deusa te apareceu e te abanou? Adorava saber... talvez um dia consiga saber quem és... até lá deixa-me continuar a saborear a misteriosa pessoa que és. E mais não digo...

Alvaro Gonçalves disse...

Boa noite meu bom amigo,

Já por vezes que passo por aqui, e não deixava uma palavra, outras passei e falei como sempre o faço, hoje apenas deixo um forte abraço a um bom amigo.
Xi - corações mil.

Alexandre disse...

Diamante,

só te posso dizer que, e tal como Fernando Pessoa, eu não sou ninguém, nunca fui ninguém e jamais serei alguém - apareci de um momento para o outro e posso sumir com um estalar de dedos - tenho a mesma forma de há meses atrás, de há 1 ano, de há 1 ano e meio atrás, de há dois atrás, de há 4 anos, de há 6 anos, de há 8 anos atrás... se quiseres saber quem sou é só comparares os contornos do meu pensamento de então com o de agora... expliquei-me?

Beijos e abraços!!!

Menina do Rio disse...

Li agora sobre este lançamento em um blog. Desejo sucesso de vendas a Mia.

Te convido a comer uma fatia de bolo lá em casa

Um final de senama feliz pra ti Alex

Camilo disse...

Bom fim-de-semana.

tulipa disse...

AMIGO ALEXANDRE

Me recordo da minha cidadezinha como um lugar de infância chapinhada, um lugar onde o próprio tempo transpirava.
O mar não nos tocava apenas como margem do nosso pequeno mundo.
O mar vinha de baixo, fluía entre os poros da terra, como um suor imenso.
E tanto éramos feitos de líquido que ainda hoje eu creio não ter terra-natal.
A Beira é minha água-natal.

Assim escreve o Mia Couto e eu assino por baixo, concordando.

Bom fim de semana.
BELOS BANHOS DE MAR.
APROVEITA.
OBRIGADO PELA COMPANHIA, a reportagem está EXCELENTE.

mariam disse...

passei só para desejar bom fim-de-semana e dizer que tenho lá um pedacinho de Lua para SI.

um sorriso :)

ah! também gosto muito de Ana Moura
(Cool Jazz Fest, jardim do Cerco)

Júlia Coutinho disse...

Parabens Alex.
Gostei do que vi e li.
Sabes que sou de Caldas da Rainha? E já agora, a fotografa de que falas deve ser a Margarida Araujo...
beijinhos

Papoila disse...

És um homem no meio das letras...
(isto como comentário ao teu em resposta à Diamante)

Bjs
BF

Paula Crespo disse...

Sou fã dos dois, de Saramago e Mia Couto. Já comprei este livro do Mia Couto mas ainda não tive oportunidade de começar a lê-lo. Está para breve... De ambos recomendo tudo, praticamente. Há tempos publiquei um texto de Mia Couto que apanhei via mail e que achei delicioso, pela maneira como ele brinca com as palavras:

http://umaespeciedemim.blogspot.com/2008/02/os-vrios-rostos-da-palavra.html

Curiosamente, e ainda a propósito deste seu post, também publiquei um excerto de As Intermitências da Morte, de Saramago, excerto esse que meixou maravilhada pela poesia que encerra e que recomendo vivamente:

http://umaespeciedemim.blogspot.com/2008/01/em-jeito-de-poema.html

Parabéns pelo blogue! Muito interessante.
Bjs