quarta-feira, 5 de novembro de 2008

O MISTERIOSO ROUBO DA ANTENA DO AUTOMÓVEL!

Ele entrou no carro como fazia todas as manhãs e ligou o rádio para ouvir o trânsito e o tempo... como fazia todas as manhãs! Mas nessa manhã o rádio começou a fazer umas interferências esquisitas e incómodas, de tal modo que o impediu de perceber como estava a fluir o trânsito na zona para onde ia e que tempo faria ao longo do dia... Estranhou e antes de entrar na auto-estrada parou o carro na berma, abriu a porta e espreitou para o tejadilho: franziu o sobrolho... e tal como suspeitou, alguém tinha roubado a antena do carro!

«Ora, isso não se faz!», pensou ele, voltando para dentro do carro e dirigindo-se à auto-estrada! Quem rouba antenas de rádios dos carros merece ser bem amaldiçoado... Primeiro amaldiçoou a marca do carro: «porque razão não faziam antenas fixas para aqueles modelos?»... depois amaldiçoou quem lhe roubou a antena durante a noite... e mais ainda quando se viu bem no meio de um engarrafamento... acidente, de certeza, pensou! E a falta do rádio em boa frequência foi o responsável por ele ter sido apanhado no meio daquele tumulto...

E foi mesmo acidente: duas horas depois chegou ao local do dito e reparou que o carro acidentado - embora quase irreconhecível - era igualzinho ao seu. Era a única viatura, portanto parecia ter-se tratado de um despiste, mas de um valente despiste tal o estado em que tinha ficado o automóvel... será que tinham havido muitos mortos, ou só feridos, ou o condutor e os passageiros teriam escapado ilesos???

Curioso como era resolveu parar o carro e perguntar...

(Continua no UMA HISTÓRIA POR DIA...)

9 comentários:

Andreia do Flautim disse...

Era o gajo que lhe tinha roubado a antena do carro!!

A mim já me roubaram montes delas.

Maria Clarinda disse...

Vamos ver como vais acabar a história...estou com os sentidos despertos e já faço as m inhas conjecturas. Jinhos

Shelyak disse...

Saudades tuas, Alexandrovsky!
:)))

Maria, Simplesmente disse...

Então?... Os coitadinhos assim sempre fazem umas economias. A vida está pela hora da amargura...
Maria

hiltom disse...

Já tudo serve para roubar.
Pelo sim, pelo não, o melhor é ter sempre uma suplente.
Deve ter sido essa a ideia do malandro que lha roubou. A mim já me "gamaram" uma. Mas a mim não me faz muita falta pois não gosto muito de andar com o rádio ligado,principalmente em viagens grandes que requerem mais atenção à condução.

parece-me que no carro acidentado há uma antena que vai retomar a procedência.
lol lol
boa semana

SILÊNCIO CULPADO disse...

Alexandre
Ah, estou a ver. Não me digas que ele entrou no carro errado.

Beijos

Bichodeconta disse...

Já estou mesmo a ver, roubou a antena do acidentado.. Ou era óbvio demais?Vou espreitar pela outra porta..Um beijinho, desejo de bom final de semana..

Sei que existes disse...

Quem seria?...
Beijocas grandes

Diário de um Anjo disse...

Eu já nem uso antena so para não ma roubarem...o rádio funciona muito bem sem ela dentro da cidade!
Beijinhos