quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

BRANCO COMO O LEITE DOS... AÇORES!!!


O leite vai aumentar mais 10% no dia 1 de Fevereiro. Mas pior que o aumento é a escassez do leite. Parece que já não há vaquinhas que cheguem para produzir o leite necessário para a procura - o homem é o único ser que bebe leite regularmente depois de adulto... eu sei, os gatinhos também gostam, mas não fazem iogurte nem queijo do leite... nem lhe misturam cereais!!!

E venho aqui falar do leite porque é um dos meus principais alimentos. Beberei talvez uma média de 1 litro por dia de várias formas, em especial em papas, iogurtes e queijo. Como vos é dado verificar pela imagem prefiro o leite dos Açores pela beleza das ilhas, pela - em princípio - menor poluição e porque muitas vaquinhas deambulam devagar sem stresse pelos prados verdes. Isso parece ser uma vantagem... digo eu! Há quem diga que não!

Só utilizo leite meio-gordo (às vezes lá vou para o gordo, mais saboroso) e sem aditivos: para quem não sabe os leites «enriquecidos» com cálcios ou vitaminas são leites de 2.ª a que são aditadas essas substâncias para disfarçar o sabor do leite. Leite magro também não vale a pena, pouco diferente é da água! Também gosto de leite em pó, pode-se dosear à nossa vontade e se utilizado em papas de aveia fica óptimo. Um dia dou-lhes a receita!!!

Tal como muita gente também já experimentei leite de soja. Pena ser tão doce mas também se bebe bem. Há quem só possa beber deste leite porque é mais fácil de digerir. E pronto, aqui fica uma pequena ode ao leite - bebam bastante e comam muitos iogurtes (os povos que fazem uma dieta à base de iogurte são os que têm maior longevidade) e comam muito queijo... é certo que faz esquecer mas também isto anda tão mau que o melhor mesmo é nem nos lembrarmos do que se passou ontem... ou antes de ontem! Assim vai o Mundo!!!

E vocês, bebem leite, muito, pouco, assim-assim, branco, enriquecidos, meio-gordo, magro, são fiéis a uma marca ou vão ao mais barato... ou tanto faz?

21 comentários:

Vera disse...

O leite é um alimento essencial, logo não consigo entender este aumento disparatado de preço que se tem verificado. Assim como não entendo que as pessoas não possam produzir mais de não sei quanto leite e depois vêm dizer que falta leite.. Mas não deve ser para eu perceber... (tenho uma tia que tem algumas vacas e só pode entregar na cooperativa uma certa quantidade de leite, daí a razão do que estou a dizer).
Eu bebo imenso leite, assim como o marido e a filha. Bebemos, tal como tu, leite meio gordo, normalmente Mimosa ou Gresso. Só a filhota é que bebe um leite especial, sem lactose ou de soja mesmo, por causa de uma intolerância ao leite.

Beijinhos grandes Alex

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Alexandre, muito bem beber leite é muito bom para a saúde em geral.
Admirei o teu gosto pelo leite, dos Açores, Meu Arquipélago e digo-te a manteiga também é muito saborosa, embora se tenha quer ter cuidado com por causa da gordura.
Beijinhos de carinho.
Fernandinha

Sol da meia noite disse...

Mas que post branquinho!
Sabes, o que aqui dizes muita gente ignora, atribuindo ao leite a categoria de alimento únicamente usado para a alimentação infantil. Penso que este país está mesmo a precisar duma intensa divulgação no que respeita a hábitos alimentares correctos.

Beijinho

Andreia do Flautim disse...

Eu bebo leite enriquecido, normalmente para crianças, que é aquele que traz também ferro. Desde que tive anemia que comecei a beber leite enriquecido em ferro e depois continuei!

Blue Velvet disse...

Mas que bem, Alexandre!
Já sabe quase tanto disto como eu:):)
Só há um pontinho de divergência: leite sim, mas de soja.
Mas se tiver que ser de vaca, é mesmo como diz.
Beijinhos

Ps: tou aqui a salivar pelas papas de aveia

Bichodeconta disse...

Fico á espera da receita das papas de aveia.. Sou uma lactodependente...Em criança, e porque o dinheiro não abundava(continua a não abundar) A mãe comprava meio litro de leite(ao sr Francisco Monteiro) que vendia leite de porta em porta , com uma cantarinha de aluminio..Mas claro, só se comprava leite para alguém que estivesse doente.. Se a doente não fosse eu, então eu bebia um copo grande, bem cheio de leite e deitava a mesma quantidade de água PARA QUE NÃO SE NOTASSE..A seguir começámos a beber um leite em pó, que era dado pela cáritas , ás pessoas carenciadas lá da terra e que eram todas... Sabia a flores, mas eu bebia.. E foi só depois do 25 de Abril que se começou a beber leite á vontade, a comer yogurte, e mais umas coisas.. Certamente já teria morrido se não fosse o leite e o yogurte, alimentos que por vezes , são a minha salvação.. PODE DIZER-SE MARCA?OK..Soja experimentei uma vez mas não fiquei fã, gosto de mimosa, tb gosto do pingo doce, sempre meio gordo, aliás acho que só não gosto muito de um do lidl.. E gosto de queijo, e se é verdade que faz esquecer, então amigos, reforcem todos a quantidade de queijo..É que cada vez, nós temos menos coisas boas para recordar....Beijinho..

Pena disse...

Estimado Amigo Alexandre:
É de uma pertinência enorme e interesse grandioso a divulgação dos benefícios salutares que o leite comporta. Já para não falar do seu enorme papel essencial junto das camadas mais jovens, "seduzindo" os mais pequenos para hábitos salutares por vezes ignorados.
A longevidade é certa num Mundo onde cada vez morrem muitos Seres humanos em carência dele e de enormes substâncias e bens alimentares de indispensável consumo diário.
Pronto! Devemos consumir leite.
Quando me formei tinha uma Professora simpática que dizia que o leite devia ser "comido" e não "bebido". Com isto salientava que o leite deve ser consumido aos poucos, saboreando-o sempre, bebendo-o lentamente. Faz uma certa lógica. Achei o conselho curioso e interessante.
Excelente, talentoso amigo Alexandre.
Sempre a passar aqui com encanto e satisfação.
Abraço amigo gigante de amizade e muita estima

pena

OBRIGADO pelos "mails". São fantásticos. OBRIGADO!

looking4good disse...

Muito interessante. O Leite é «fundamental». Eu bebo pouco leite mas como muito queijo. Deve ser para esquecer os resultados do Benfica. Também gosto mais dos produtos lácteos dos Açores; o leite deve ser «destressado» porque as vaquinhas vivem mais à vontade. Ter leite também é bom. Em princípio as equipas que têm mais «leite» ganham os jogos. O Sporting teve bastante com o Porto... E ao que dizem o «leite» também ajuda à taxa de natalidade, que actualmente em Portugal está muito baixa, mas aí acho que a culpa é (era) do Ministro da Saúde que mandaram agora embora... ao fechar as maternidades. Acho até que este post inspirou-me a dizer alguma coisa sobre isto no meu blog. Ainda vou pensar ...

Também gosto das fontes de leite, isto é das «maminhas» ... mas aí tem de ser de fontes genuínas e não de «vacas» .. ai ai que já estou a ultrapassar os limites...

Vieira Calado disse...

Bebo pouco leite. Prefiro o vinho!
Mas fez muito bem esclarecer acerca das trapalhices que são anunciadas como de primeira qualidade.
Quanto ao fim do mundo, olhe, ainda ontem morreu um amigo.
Para ele foi o fim do mundo.
Um grande abraço.

Teresa David disse...

Gosto de leite meio gordo e passe a publicidade o Matinal que acho o mais saboroso, como yogurtes sempre de morango que são os meus preferidos e adoro todos os queijos em particular os que pior cheirarem que são os mais saborosos, tais como, de Serpa, da Serra da Estrela, da Ilha e gruyere.
Bjs
TD

Shelyak disse...

Dos Açores, muito bom... até porque tenho raízes de lá bem profundas e é um dos meus destinos frequentes.
E quanto ao aumento...pois é em tudo...estamos mal e muito!!!
Ainda há dias li que o pão, desde o 25 Abril, aumentou algo como umas 340 vezes ou parecido!
Enfim...
Abração :)

hashmalim disse...

Adoro leite de Soja! Os leites de vaca (rsrs)consumia meio gordo...atualmente, fui obrigada de abandonar, o consumo do leite de vaca que tirava toda energia...Os medicos detectaram que não sou compativel com leite de vaca...(rsrs)Os queijos continuo utilizando menos...Os yogurtes deixei de lado tambem... Ainda bem que tenho um capital ossoso de primeira categoria (rsrs) o que me permete de manter o equlibrio usando somente queijos de vez em quando...

Beijo

Blue Velvet disse...

Faça favor de ir à minha janela.
Tem lá uma serpentina pendurada à sua espera.
beijinhos e bom Carnaval

sofialisboa disse...

pois eu sou um fenomeno da natureza, de 4 irmãos sou a mais alta e nunca bebi leite...bjs sofialisboa

irneh disse...

Olá

Pois é, o leite é um alimento essencial e está a ficar cada vez mais caro. Por mim, consumo bastantes lacticínios. Geralmente, opto por leite do distrito. Mas nem sempre.

Beijinhos

Sei que existes disse...

Mas que bom conselho aqui dás!
Eu bebo imenso leite e gosto de todos os derivados do leite também. Quanto á marca, bem isso é uma coisa que não ligo muito...
Beijocas grandes

Kalinka disse...

Que bela ideia para um post e gostei de ler os hábitos alimentares de quem comentou; LEITE é um dos meus principais alimentos. Beberei talvez uma média de 1 litro por dia de várias formas, leite mesmo, iogurtes e queijo.
Também compro quase sempre leite dos Açores, prefiro mesmo.Mimosa e Gresso não gosto muito do sabor...

Beijokas.

Gi disse...

Bebo pouco mas uso e abuso nos iogurtes , líquidos de preferência. leite no seu estado puro nunca, sempre com chocolate ou café, não gosto do sabor. Marca Mimosa, sempre, desde há anos . Sou muito fiel às marcas :). Tirando eu todos os outros cá em casa são viciados em leite e por acaso não são esquisitos como eu mas acabam por comprar o mesmo que eu :) consigo ser muito persuasiva quando quero :)

beijinhos

Tiago' disse...

Leite... adoro-o! O nome, o aspecto, o sabor... sei lá! Gosto de o beber com chocolate, e assim... na caneca, ou com cereais numa taça! ;D

Um abraço,
Tiago'

A Flôr disse...

As mulheres deveriam beber muito leito por causa da osteoporose!

Eu bebo meio gordo do pingo doce ou mimosa

O meu Pedro de dez anos bebe quase um litro por dia

Gosto imenso de leite simples e fresco

Uso manteiga dos Açores para mim a melhor sem dùvida!

O Alex e mais um tema interessante!

Abraço amigo em TU :))

MCA disse...

Sempre adorei leite, desde pequena. Até aos doze anos, mais ou menos, detestava comer (!) e ficaria agradecida se a minha Mãe se esquecesse de me dar almoço. Em contrapartida, nunca enjoava ao leite. Numas férias passadas no Minho a minha Mãe ia buscar o leite a uma vizinha que tinha uma vaca e eu bebia leite da bilha, com uma camada grossa de nata amarela por cima. Isto foi há mais de 30 anos!
Com a idade tornei-me um bom garfo e uma razoável cozinheira. Mas nunca mais bebi leite da vaca. Nunca até ao ano passado, nos Açores. Passeando pelos montes e vales verdejantes, ao final da tarde, passei por um pastor que ordenhava as suas vacas (numas ordenhas mecânicas "portáteis" que eles lá usam porque as vacas nunca saem do prado). Não resisti!!! Pedi-lhe que me desse um pouco de leite. Saído da vaca, directamente, ainda morno. Que delícia! Que maravilha! Ainda sinto o sabor daquele leite puro, gordo, grosso, a deixar-me uns enormes "bigodes" brancos... Há momentos que valem mais do que um euromilhões!!!