sexta-feira, 26 de setembro de 2008

O MAGALHÃES, A NET, AS CRIANÇAS... E OS ADULTOS!

Quem tiver olho para o negócio e perceber um pouco de computadores tem uma grande oportunidade de montar negócio perto das escolas. Basta um cubículo, não é preciso muito espaço! E isto porque vão ser milhares os computadores (em especial os «Magalhães») que vão precisar de assistência, formatações desbloqueamentos...

Voltando um pouco atrás, é sabido que já começou a distribuição dos portáteis de «tecnologia portuguesa» (não são mais que um produto da Intel com algumas nouances pelo meio, como o facto de serem fabricados no oriente e virem apetrechados com o Linux) - denominados Magalhães - aos alunos das escolas primárias (agora do ensino básico ou 1.º ciclo), extensíveis também a alunos de anos mais avançados - estes já tinham outras opções também. O contrato inclui um computador a preços simbólicos e uma ligação à Internet com a duração mínima de 36 meses.

É realmente uma revolução enorme no ensino em Portugal: as crianças passarão a levar não só a lancheira com o lanche para a escola como também um portátil azul que já vem com umas pegas e tudo! Já estão prometidos portáteis com outras cores, nomeadamente vermelhos e verdes, para contentar todos!

Os computadores vêm bloqueados para impedir acesso a sites manhosos, e aí é que entra o «negócio»: haverá muito paizinho que quererá utilizar o portátil do filho, este se calhar com mais apetência para brincar do que estudar pelo computador - e é aqui que entram aqueles que sabem desbloquear estas coisas - que não eu, que sei ligar e desligar no power e pouco mais. Por outro lado, estes aparelhos nas mãos de crianças tão pequenas vão muitas vezes estar sujeitos a tratos menos adequados e menos recomendáveis - e é aqui que entram também aqueles que sabem reparar estes aparelhos.

A revolução é enorme, sem dúvida! A língua portuguesa vai sofrer com isso com certeza, pois se as crianças já escrevem pouco à mão, a partir de agora ainda menos vão escrever. Mas são os sinais dos tempos... há que saber teclar! Resta saber se os pequenos-almoços que muitas crianças (não) tomam em casa lhes dá força para carregarem com os portáteis...

(continua)

17 comentários:

Andreia do Flautim disse...

E os computadores Magalhães, não? lol

Filoxera disse...

Não perca o próximo capítulo...
Beijocas.

Bichodeconta disse...

Dá pano para mangas! Não vou perder, e claro, aproveitar para dar uma alfinetada..Bom final de semana , um abraço, ell

Odele Souza disse...

Passando para espreitar "o teu outuno" Aqui no Brasil, é primavera.

As crianças e a NET, um assunto muito importante mesmo. Sabe-se que é por aí que muitos pedófilos agem, esses safados.

Deixo-te um abraço e o meu carinho.

Shelyak disse...

Olá Alexandrovsky! :)
Pois muita coisa vai mudar em Portugal com tudo esta distribuição de pc's aos estudantes. Só que tirar agora o verdadeiro partido destas ferramentas, não será fácil.
E mais complicado é são as assinaturas com as operadoras... caras, muitos meses de fidelização e volume de tráfego muito limitado. Eu poderia - meu filho - beneficiar de tal campanha mas, fazendo contas à tal assinatura obrigatória com as operdadoras, concluí que não vale a pena...
Abraço rapaz!!!
:)))

Filoxera disse...

Essa do pequeno-almoço é bem verdade; e não só os que não o têm, mas também aqueles cujos pais simplesmente os deixaram habituar-se a sair sem nada ou quase nada no estômago.

Quanto à ligação miúdos-informática, acho bem. Sobretudo se os miúdos ensinarem alguns graúdos.
Beijos.

Sol da meia noite disse...

Podes crer que muita gente terá olho para o negócio... :-)))

Gostei do texto. Aguardo a continuação.

Bom fim de semana!!!

*

mariam disse...

pois é! não tinha pensado nisso! que coisa...
obrigada.

ainda não sei se requisito um "magalhães" para o filhote de 13...

bom fim-de-semana

um abraço outonal
um mimo
e um sorriso :)

@me@@@ disse...

interessante vai ser também os roubos, já alguém pensou em reforçar a segurança à porta das escolas, visto que agora as criancinhas também vão de portátil para a escolhinha!!!

BlueVelvet disse...

Então monta-se a barraquinha onde?
E as licenças da Câmara?
O que te foste lembrar:))
Bom domingo

Jofre de Lima Monteiro Alves disse...

O tal computador “Magalhães” foi apresentado em grandes parangonas como sendo de fabrico português, mas não é inteiramente verdade é originalmente o Classmate PC, produto concebido pela Intel no sector dos NetBooks, que foi montado em Portugal. Mas haja acessos ao mundo da Internet, quanto mais não seja para copiar os textos e Wikýpedia e ver umas coisinhas... Mais uma vez gostei imenso de visitar o blogue, que é excelente. Boa semana com tudo de bom.

São disse...

Venho agradecer-lhe as palavras que deixou na Maria Elvira Carvalho.
Bom domingo.

Bichodeconta disse...

É só mais uma forma airosa de nos taparem o sol com a peneira.. As crianças cujos pais tem computador, vão tendo uma iniciação á informática, os que não ten poder de compra vão ficar na mesma..A net é carissima e obriga as pessoas a ficarem fidelizadas aos serviços durante muito tempo..Alguns nem vão poder comprar por mais barato que o sr Ministro diga que vai ser.. Boa semana..

O Puma disse...

tECNOLOGIA PORTUGUESA?

comercialização portuguesa

a fingir que foi Sócrates

o engenheiro

O padrinho.

Alexandre disse...

Sim, a tecnologia não é portuguesa, tem como a base a Intel e os componentes são fabricados no oriente - cá sé se montam umas coisas - vou alterar o post!

Andreia do Flautim disse...

Pois é, este tema dá pano para mangas!

elvira carvalho disse...

É mais uma fantochada de propaganda eleitoral. Muitas coisas contra. Na situação actual do país ainda que os Magalhães, fossem oferecidos muitos pais não conseguiam pagar o ano de fidelização da net. Segundo criancas no primeiro ciclo, (antigamente era primária) precisam correr, saltar, jogar à bola, brincar enfim. Não passar o dia todo sentado com o Magalhães na frente. Daqui a uns anos vamos ter adultos obesos, com graves problemas musculares das pernas. Estamos pobres, o desemprego é cada vez maior, a taxa Euribor sobe todos os dias, há cada vez mais gente a entregar as casas por não poder pagá-las, meio País ou mais passa fome, e o Governo preocupa-se em informatizar os mais pequeninos. Brilhante. Podemos estar na cauda da Europa, ter a barriga vazia, dormir na rua, mas vamos ser todos uns craques em informática, o que nos torna uns pobres chiquitérrimos como dizia uma personagem de uma novela há uns anos. Pode ser que algum desses craques descubra como entrar na conta pessoal do 1º ministro.
Desculpe o desabafo mas publicidade enganosa sempre me provocou "engulhos".
Um abraço e uma boa semana.