sábado, 18 de outubro de 2008

UMA HISTÓRIA POR DIA - O meu blog de histórias, contos e estórias...

«Sexualmente ela nunca tinha tomado a iniciativa! Não que não gostasse de sexo! Como mulher normal que era, gostava! Estava casada há alguns anos mas nunca ultrapassara o «fantasma» que lhe tinham incutido desde muito nova! Nada de novo: não era muito diferente de outras mulheres! As desinibições vão-se conquistando aos poucos e há mentalidades que duram anos, séculos, milénios... não por culpa de homens ou mulheres mas porque as coisas foram e - algumas continuam a ser - mesmo assim!

Ele gostaria que as relações íntimas deles fossem diferentes mas também nunca se sentira desinibido o suficiente para alterar alguma coisa - mesmo uma relação de casamento pode não significar abertura e desinibição total... Era o que se passava com eles: um casal normalíssimo mas que não tirava da intimidade a cumplicidade possível!

Até que um dia... »

(continua no UMA HISTÓRIA POR DIA - clicar)

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Esta pequena história faz parte do projecto que mantenho há uns meses e que é o blog UMA HISTÓRIA POR DIA - foi um desafio que propus a mim próprio: escrever uma pequena história por dia, todos os dias do ano, até perfazer 365 histórias... é claro, o arranque começou bem mas depois vieram algumas interrupções, algumas pausas... mas agora o projecto é mesmo para levar por diante. E, sendo assim, a partir de agora todos os dias à meia-noite e uns minutos lá estará no blog uma história nova, geralmente curta (porque o tempo para ler não é muito), sobre os mais variados assuntos - muitas vezes coisas do dia-a-dia - e que terminará (não obrigatoriamente) de uma maneira, digamos, inesperada ou menos ortodoxa!

Aos que já são leitores das minhas histórias, a continuação de boas leituras... aos que ainda não são, aqui fica o convite para darem lá um salto!
Obrigado!

Vou estando por aqui porque vocês...
estão aí!!!

14 comentários:

mariam disse...

Alexandre,
que tarefa hercúlea essa, mas muito bem conseguida...admíro-o, eu, que ando sempre a mil... sem tempo para quase nada... como consegue?
vc é criativo, sensível e, adoro as as suas fotos!

pronto, tenho dito.

bom fim-de-semana
e uma melhor semana

deixo-lhe uma castanha assada, bem estaladiça
e

um grande sorriso :)

mariam

Sol da meia noite disse...

Quando se escreve ou por necessidade, ou pelo prazer que dá...
Que seja por tudo menos por obrigação.

Que escrever seja sempre pôr a alma a falar, quando sentimos que há algo para ser dito.


Beijinho *

Lia disse...

Fico muito contente!:0)))
Gosto muito de te ler...todos os dias passo, para ver mais "Uma História por Dia"...Um beijo e um raio de sol.

Bichodeconta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bichodeconta disse...

Ei, li castanhas assadas? Também quero.. Daquelas dos assadores de castanhas, eu sei, são caras(ou talvez não)mas são indiscutivelmente as melhores..
Ainda não fui ao uma história por dia, mas os finais podem ser tantos quanto a imaginação de quem le este preambulo.. Muita gente se guia ainda por essa regra de que mulher honrada, honesta, não toma iniciativa sexual..ISSO FICA PARA AS DEPRAVADAS, AS LIBERTINAS E SEM JUIZO..POIS É..Depois, bem, depois todos sabemos como muitas dessas histórias terminam..Pior é que a mentalidade continua a ser esta..Vou entrar pela porta do quintal e conhecer onde te levou a tua fértil imaginação.. Beijinho, ell

Violeta disse...

então, boa imaginação...

elvira carvalho disse...

Vou ficar com pena de não acompanhar. Por motivos de saúde vou estar ausente dos vossos cantinhos. na próxima Terça-feira sofrerei nova cirurgia ( a última foi a 22 de Julho)
à noite a minha irmã porá no Sexta uma informação sobre como decorreu.
Voltarei se tudo correr bem lá para meados de Novembro. O "Vidas Trocadas" está acabado e entrará normalmente porque está programado para isso.
Um abraço amigo

tulipa disse...

Fui ao Porto
o tempo voou
a chuva não ajudou
mas eu senti o Outono
pelas ruas da cidade.

Arrastava folhas secas
e eu soube
que tinha chegado de mansinho
para não assustar ninguém.

Pombas nas árvores
escondidas
cores vivas nos ramos;
Trazia memórias
de céus carregados
de nuvens.
Foi bom...eu adorei!

Bom domingo.

TU ÉS IMPARÁVEL.
ESTÁS EM TODAS...

Diário de um Anjo disse...

Grande desafio meu amigo!! Já tentei uma vez fazer contos mas confesso que não fui muito bem sucedida!! Boa sorte e força ai!!!
Beijinhos

Menina do Rio disse...

Não vou justificar minha ausência, mesmo pq não caberia.
Adoraria ter estado por aqui, mesmo pq meu blog fez dois anos e eu nem estava aqui pra comemorar.
Quero apenas deixar meu pedido de desculpas, agradecer pelas visitas, pelo carinho, por tantos comentários e pela preocupação.
Mesmo que eu quisesse e me desdobrasse, não daria para fazer isso individualmente e terá que ser aos poucos.
Hoje quero apenas deixar um beijo e dizer que vou lendo-vos na medida do possivel.
Mil desculpas.
Estou de volta!
Um beijo imenso!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Alex
Venham as histórias que tão bem contas.Irei estar atenta.

Beijos

Bichodeconta disse...

Onde anda o menino? No telhado ás gatas?Vinha ao encontro das tuas histórias de que tanto gosto.. Reli, e prometo voltar..beijinho e boa semana..

Andreia do Flautim disse...

Uma boa semana para ti!

Paulo Sempre disse...

"nunca deixes para amanhã o que podes fazer hoje"

Espero que nos anos bissextos seja 366 história. rissssssss

Já vi que algumas histórias "retratam" quotidianos um pouco intimidatorios . Espero que este seja o ingrediente "chamativo" das histórias.

Abraço