quarta-feira, 5 de setembro de 2007

O PORTUGAL QUE FUNCIONA... ASSIM ASSIM!

É um «bom» costume português dizer mal de tudo! Se calhar esta «tradição» já vem do tempo das cantigas de escárnio e mal-dizer! Mas, nem tudo é mau ou funciona mal em Portugal: prova disso foi a subida de Portugal do 48.º para o 7.º lugar a nível mundial no que diz respeito a serviços públicos online! Na Europa só estamos atrás da Inglaterra!

Portugal tem uma rede de via-verde nas auto-estradas e nos estacionamentos das mais avançadas do mundo. A rede de multibanco também está entre as melhores a nível mundial. Muitos serviços públicos já estão disponíveis online e não se trata apenas de preencher o IRS: hoje, por exemplo, quem queira tirar uma licença de pesca lúdica no mar basta ir a uma caixa multibanco, escolher o prazo da licença e zona do país, pagar e pronto!

Também o registo automóvel já está disponível na net, mas por enquanto só para pessoas com cartão de cidadão - açorianos e habitantes de um concelho de Portalegre, mas em Julho de 2008 estará acessível a todos. Pagamentos de serviços públicos - e não só - e transferências intervbancárias são das coisas mais simples em Portugal; na Bélgica, por exemplo, transferir dinheiro de um banco para outro é um martírio!

Algo está a mudar em Portugal e os portugueses têm que se mentalizar que a saida da crise - ou das várias crises! - passa pela internet e pelas novíssimas tecnologias. E para isso Portugal tem potencial: já está provado que agricultura e indústria em Portugal não são rentáveis... por isso vamos todos para a frente do monitor e do teclado! Alguma coisa há-de acontecer...

17 comentários:

Mestre disse...

Afinal...apesar de muita coisa ainda precisar de evoluir (destaco a educação e a saúde) não somos assim tão mauzinhos como nos auto-consideramos.
Um abraço

Nilson Barcelli disse...

Ouvi (não vi...) a notícia.
Julgo que teve pouco destaque.
Porque os media também só gostam de dizer mal (vende mais...).
Espero mesmo é que a produtividade esteja a aumentar, por via disso também.
Abraço.

José Manuel Dias disse...

Temos de nos orgulhar deste desempenho mas não podemos deslumbrar-nos...Portugal está. a meu ver, no bom caminho, mas ainda tem muito que andar.

Abraço

Jasmim disse...

Alex
obrigado por uma notícia escrita pela positiva e a falar de Portugal. Se todos fizessemos isso diluia-se a mediocridade. Costumo dizer que a melhor medida para mudar um ambiente, seja ele rua, café, bairro... é "injectar" muita gente "diferente" (não me ocorre o termo para o que quero expressar). Se de repente a biaxa se tornasse em grande escala habitacional deixava de ser perigosa à noite...
é tudo uma questão de escala.
Boa noite
jasmimdomeuquintal

Anónimo disse...

Parabéns! Pelo que vejo, cada um dos nossos filhos tem um computador na escola! E não são os técnicos alemães nem os espanhóis que intervêm quando há problemas graves na nova e informatizada sinalização dos comboios! E quando vamos a um balcão informatizado regra geral o sistema não foi abaixo ou está lento.Parabéns aos três (ou quatro?) milhões de velhotes portugueses que tão bem manipulam a net. Parabéns sinceros!

Sol da meia noite disse...

Tem coisas que levam o seu tempo a mudar...
Importante é que mudem.

Beijinhos!

Entre linhas... disse...

Apesar de serem notórias algumas melhorias em Portugal,não significa que baixemos os braços apesar de novas mudanças levarem o seu tempo.
Imoortante é que vão mudando no bom sentido.
Bjs Zita

Anónimo disse...

Já algumas evoluções se verificam neste nosso país. Mas o que realmente precisamos mudar são as mentalidades negativas e as palavras pessimistas.
Ainda precisamos evoluir em muitos aspectos, obrigado por aqueles em que já fomos capazes de o fazer. Pensar positivo faz o mundo avança assim. Continuar a dizer mal só tras resultados menos bons. Beijinhos :)

maristela disse...

Que inveja! Por aqui, só temos medidas populistas e impostos, impostos, impostos! Amigo: eu tenho o maior orgulho de minhas raízes portuguesas: meus avós maternos são Machado de Azevedo. Oxalá tivéssemos um quinto da cultura desta terra. beijos

Teresa David disse...

O que dizes neste post vem ao encontro a cem por cento do que mtas vezes últimamente tenho apregoado aos arautos da desgraça, que não conseguem senão ver todo negro á volta. Até me apetece dizer que o pior deste País é mesmo quem dele mal diz. Será um fado?
Bjs
TD

natuaboca disse...

Gostei muito do seu blog :)
Tudo leva o seu tempo a mudar, o que realmenta importa é que se note essas mesmas mudanças e que sejam para melhor
Bjo NaTuaBoca *

Anónimo disse...

A nova aposta da SIC para o acesso ao prime time não conseguiu superar a concorrência na sua estreia, dia 3 de Setembro. O concurso A Ganhar é Que a Gente se Entende, apresentado por Fernando Rocha, obteve um share de 19,5%, ficando atrás de Morangos com Açúcar, na TVI, e de O Preço Certo, na RTP1. O novo programa foi visto por 432 mil pessoas e teve uma audiência média de 4,6%, segundo dados trabalhados pela Mediaedge:cia. O concurso obteve as preferências de um público maioritariamente feminino (64%), da classe D (36%) e na faixa etária entre os 25 e 54 anos (39%).

Isabel-F. disse...

Absolutamente de acordo com o teu texto ...


por isso vamos todos para a frente do monitor e do teclado! Alguma coisa há-de acontecer...




bjs

NiNa disse...

Mais uma vez Parabéns pelo post :)
Realmente confesso que às vezes penso que o gene do "mal-dizer" é transmitido de geração em geração e de forma dominante!!! É incrivel como se atiram as culpas para quem quer que seja e se elogia realidades estrangeiras que nos são perfeitamente desconhecidas. Eu já vivi num outro país, que apesar de rico, canaliza essa riqueza apenas para um estrato da sociedade de forma abismal, deixando o povo na miséria...e o que pude notar é que o povo português consegue excedê-los de longe em queixas, reinvidicações!!!! Pessoas completamente preocupadas com os seus direitos esquecendo-se mtas vezes dos seus deveres!
Não é despropositada a expressão, que ainda esta na boca de alguns resistentes (como eu) "um cantinho do céu" à beira-mar plantado, de quem me orgulho "Ser filha"!

De Amor e de Terra disse...

Olá Alexandre, bom dia!Sou uma mulher de Esperança; por isso acredito que algo está mudando para melhor, mas há muita coisa que me desgosta, como por exemplo as dificuldades imensas, com que se debate o meu Povo (e conheço tantos que, mais ou menos envergonhados, já não ganham para comer, enquanto tantos esbanjam...)
Desigualdades, haverá sempe, mas
o que vejo é que são cada vez mais em vários sectores e isto, infelizmente faz lembrar o que vivi noutros tempos, que sonhei nunca mais acontecesse!!!

Perdoe o longo comentário..

Bj. da
Maria Mamede

gata disse...

Ah sim! Portugal tem muita coisa boa! Mas também tem muitas coisas más!(3 horas à espera duma consulta marcada com antecedência??!!) Professores que não dão aulas segundas de manhã nem sextas à tarde porque têm que visitar a familia(e têm, se forem mães então de crianças com meses ou poucos anos!!)

Portugal tem tudo isso de muito bom, sem dúvida, uma grande aptidão para as novas tecnologias, que é optimo, falta por exemplo a formação, para quem deveria saber utilizá-las ao serviço cos seus co-cidadãos....

Eu gosto de viver aqui. Com as coisas boas e as más. Vivo em Portugal por escolha, plenamente consciente(?).

Beijo de gata. Salientar o bom. Muito bom. Muito pouco português.

Calimera disse...

Concordo plenamente contigo.
Efectivamente o povo português até não se dá nada mal com esta nova tecnologia.
Mas não será que está a andar depressa demais?
Será que os nossos velhinhos conseguem acompanhar?
Para nós é optimo, é prático, poupamos tempo, enfimmm. Para os nossos pais não é mau de todo até porque nós os apoiamos, mas e aqueles que não têm quem os apoie?
Não sei se me fiz entender :)
Bjs