quarta-feira, 24 de outubro de 2007

PUBLICIDADE ENGANOSA APELA À ANOREXIA!

Conheço muitas pessoas anorécticas. E digo pessoas porque a Anorexia não atinge apenas mulheres na adolescência. Também podem sofrer de anorexia rapazes, homens e mulheres das mais variadas idades, embora haja maiores riscos na adolescência feminina. Ou, pelo menos, é o grupo que mais dá nas vistas e que mais chama a atenção.

Apesar de poder haver uma propensão genética, basicamente a Anorexia é uma doença psicológica com reflexos directos no comportamento e na postura física.

As escolas secundárias e as lojas de centros comerciais são dos locais onde se podem encontrar mais jovens anorécticas. Para isso contribui toda a publicidade, toda a «perfeição» da mulher que o marketing publicitário fabricou nas últimas décadas onde se idolatrou o corpo esquelético da mulher... se idolatrou e se usou e abusou em termos comerciais, sociais e culturais - e ainda se usa e abusa!

Mas, para muitas formas de Anorexia contribui hoje em dia a promoção de produtos alimentares que provocam distúrbios alimentares com incidência directa no desempenho físico e intelectual ao longo dos anos. Os produtos dito magros mais não são que o apelo a uma alimentação deficiente, assim como deveria ser proibida a publicidade a produtos que «substituem» refeições... as pessoas que não se alimentam ou que se alimentam mal têm ou terão pouca produtividade na escola ou no emprego, e não garantem a melhor descendência, e um país só tem futuro se tiver uma população saudável!

Por isso, para todos aqueles e aquelas que estão no limiar da Anorexia o melhor mesmo é apanharem a boleia para fugir dela!!!

36 comentários:

a.filoxera disse...

Compete-nos a todos mudar estes padrões de suposta beleza.
Obrigada pela ajuda quanto à música do blog.
Um beijo grande.

Blue Velvet disse...

Olá Alexandre,
são raras as vezes em que não assino em baixo daquilo que escreve, mas desta vai ter que ser.
Com todo o respeito, claro!
Muito se tem escrito e discutido sobre a anorexia, sobretudo nos últimos tempos, em consequência da morte sequencial de algumas Top Models.
Por isso, e porque as anorecticas são muito magras, dado que isso é uma consequência da doença, liga-se a doença, ao desejo das mulheres de serem magras e elegantes ( no fundo para se encaixarem nos padrões de beleza dos homens de hoje! Lamento, mas é verdade.)
Ora, a verdade é que é raro a doença aparecer por essa razão.
A anorexia é uma doença do foro psíquico, é normalmente provocada por um sentimento de auto estima muito baixa, sentimento esse que advém do facto de a pessoa doente não ser aprovada por aqueles que ama, seja no curso que escolheu, no seu comportamento, na forma como lida com os pais,ou porque sofreu um trauma mutio grande, do tipo e uma violação, enfim, há um sem número de razões.
Então, a pessoa em causa, auto pune-se, e a sua baixa auto estima leva-a a ver-se gorda, quando, na verdade está magra.
Não é que ela queira ser magra. Ela vê-se gorda, embora não o esteja.
Para não me alongar, senão isto deixa de ser um comentário para ser um post, dou-lhe 3 exemplos:
A princesa Diana era gorda? Queria ser mais magra? Não. E, no entanto sofreu de anorexia.
A sobrinha e herdeira do costureiro Versace sempre foi magra, e depois do tio ter sido assassinado e de saber que era ela a herdeira universal da sua fortuna, tornou-se anoréctica, doença que parece ter sido provocada pelo inferno em que a mãe lhe transformou a vida por causa disso.
E o último que nos leva a pensar um pouco: as 2 modelos brasileiras que morreram, eram irmãs. Não acha estranho ambas sofrerem de anorexia só porque queriam ser elegantes? Nah, naquela família havia alguma coisa de podre.
Quanto à publicidade enganosa, aos produtos light, etc, etc, isso é outra conversa, mas fica para um post meu.Hihihi...
Beijinhos

Teresa David disse...

Curiosamente embora tenha apanhado a chegada da Twiggy (lembraste dela?)o que provocou que os jovens quisessem todos andar com as mais escanceladas, nunca senti o minímo dos apelos por emagrecer, até porque na altura estava mto bem, vejo hoje á distância, apesar de me acharem já gorda (tinha 48kilos e media 1,60!), LOGO PARECE-ME QUE QUEM SE DEIXA LEVAR POR ESSAS VILANIAS ENGANOSAS, NÃO GOSTARÁ CERTAMENTE DE USAR OS MIOLOS E REFLECTIR SOBRE A ESSÊNCIA DAS COISAS. Já nessa idade, 15 aos 17 achava mais importante a imagem interior das pessoas do que as suas aparências. Mas fazes bem em lançar o alerta.
Bjs
TD

Sol da meia noite disse...

Acho que são muitas e diversas as razões que podem levar à anorexia.

Vejo mais a anorexia como um grito d'alma, o reflexo duma situação de imensa dor, uma apatia levada ao extremo, um sitiar, um desistir de tudo... e por aí fora...

Beijinhos!

Thunder disse...

A anorexia é uma doença moderna.Devia-se falar deste problema nas escolas desde cedo!Tenho duas amigas que passaram pela anorexia e bulimia.Foi horrível.Apesarem de estarem ambas bem, este problema não desaparece.O desejo de emagrecerem está sempre no pensamento delas!
Bom post.

Anónimo disse...

Realmente é um problema sério e afecta muita gente, mesmo aquelas que já são supostamente crescidinhas, e com conhecimentos suficientes sobre o assunto para não se deixarem cair nessa - porque a anorexia é uma doença mental e por isso obedece a uma lógica própria do/a doente e choca com a realidade. No entanto, não podemos esquecer que a obesidade aumenta a um ritmo muito maior e que existem muitissimos mais obesos que anoréticos.E uns como os outros são reflexo de dietas desiquilibradas, estilos de vida desadequados, para os quais a publicidade e o marketing, dos mais diversos produtos, bem como a própria indústria do vestuário (as roupinhas estreitas das cadeias de origem espanhola, p.ex.)contribuem sobre maneira. Parece um contrasenso mas na era global e da informação as pessoas cometem erros graves que vão pagar com a sua própria saúde. Anoréticos ou obesos precisam ambos de ajuda e o remédio para todos é uma dieta equilibrada e exercício físico. Cabe a todos nós contribuir para isso junto daqueles que se cruzam nos nossos atarefados dias - Viva a sopa e as refeições todas, abaixo os produtos milagrosos e as desculpas para não comer a horas.
bjnhs
su

SF disse...

Muito bom post!
Eu, por cá, continuo com o meu Nestum...
beijobeijobeijo

Cristina disse...

é um problema grave e mundial, e como tu dizes o marketing é que o fez ainda maior...

belo post

beijinhu
:)

Sol da meia noite disse...

Um pormenor: A menina que está a pedir boleia, não se nota que esteja no limiar da anorexia... logo, deve estar por engano neste filme... ;)

Marrie disse...

Será q posso???
Mil vezes ter onde "pegar".... por isso a menina da boleia está no lugar certo!!! Ou será q estarei eu errada?
bjs
PS: Brincadeiras à parte, o assunto é realmente sério e merece toda a nossa atenção. Parabéns!

Fernanda e Poemas disse...

Olá Alexandre, amigo grata pela visita e comentários aos meus pensamentos. Deixo-te muitos beijinhos de boa noite.
Fernandinha

belakbrilha disse...

Anorexia!
Um tema em "moda", infelizmente!

Nunca entrei nessa , nem entrarei!

bjs

Secreta disse...

A anorexia é um problema grave , principalmente porque quem sofre desse problema , muito dificilmente conseguem admitir que estão doentes e precisam de ajuda. A meu ver , este é um grave problema da sociedade em geral.
Beijito.

Vera disse...

Olá Alexandre!

Excelente trabalho e tema, que deveria ser muito mais vezes debatido.
Já li alguns comentários anteriores e concordo e discordo da Blue Velvet. Realmente as pessoas têm uma baixa auto estima, mas de facto acham-se gordas e querem a todo o custo ser mais magras. E claro que a publicidade ajuda! Vês algum anúncio com mulheres mais "normais"? Ou com mulheres "cheias"? Nem pensar! Para as adolescentes, que as olham como o exemplo da perfeição, porque são a imagem de uma mulher moderna, bem sucedida na vida, junto dos homens, etc... é um exemplo (triste) a seguir. Mesmo à custa da vida!

Beijinhos grandes

MARTA disse...

Um problema muito complicado e a publicidade é a grande culpada, pois não somos todos iguais e nem todos podemos ser magros.
Bem sei que é um cliché, mas é a pura verdade.
E vou repetir outro cliché: a beleza está dentro de nós e quanto ao aspecto fisico, a palavra chave será realçar o que há de bonito...
Bom texto, Alex
Beijos e abraços
Marta

Rui disse...

LEIAM, POR FAVOR, ESTA VISÃO DIFERENTE SOBRE A OBESIDADE

Biliões de dólares são gastos anualmente por vários países, para desvendar um segredo. Segredo da origem de uma manifestação no corpo dos seres humanos, considerada atualmente pela ciência como doença. Saiba agora a resposta a este mistério: Qual a origem da Obesidade?


Postado em 19/07/2004:
A obesidade é causada originalmente pelo aumento elástico e até multiplicação das chamadas células adiposas, existentes no organismo do ser humano. Porém não vamos tratar aqui, das questões científicas destas células, mas através da Teoria da Quantidade de Energia Absoluta dos Elementos, descrita no livro A Origem Divina de Todas as Coisas, de William Fiel


A Teoria de William é muito simples, combina perfeitamente com toda a natureza, e é baseada na Mitologia Grega, através da análise do Frio e do Calor.
Vejamos abaixo como a natureza é pode ser totalmente entendida:


Segundo William, os gregos conheciam o universo através de dois elementos, o Frio e o Calor. O frio estava no Céu, o calor no Interior da Terra. E através da mitologia, conseguimos definir a relação entre estes dois elementos, e toda a evolução do universo. Conhecimento muito mais antigo que os humanos supõem hoje em dia.


Veja como é simples a relação e qualquer criança pode entender:

1 - Frio - Céu - Deuses - Luz - Energia - Vida.
2 - Calor - Inferno - Demônio - Escuridão - Falta de Energia - Morte.

Resumindo a teoria de William:

1 - Frio - Energia - Vida.
2 - Calor ( caloria ) - Falta de Energia - Morte.

A energia, um dos elementos fundamentais da natureza é a base para a vida.
Ela que regula a sobrevivência ou não dos seres humanos.
As células adiposas, existentes no corpo humano, são as responsáveis por este controle. Quando crianças, os seres humanos crescem até atingir o equilíbrio energético perfeito com o ambiente em que vivem. Ao completarem este ciclo, do crescimento, as células adiposas continuarão a existir, fazendo o controle necessário de energia para o ser humano viver bem com a natureza ao seu redor.

Resposta ao Enígma:

O que os maiores cientistas de todo o mundo sabem até hoje, é que as células adiposas são responsáveis pelo acúmulo ou diminuição da gordura produzida no organismo. Mas a origem desse acúmulo de gordura, não é de conhecimento científico. Você, como leitor do respostas ao Impossível, vai saber o segredo em primeira mão.

A quantidade de energia, elemento já conhecido pelos antigos gregos, é a responsável pela vida e equilíbrio desta com os diversos ambientes da natureza.
O ser humano ao atigir a idade adulta, como já dissemos anteriormente, as células adiposas continuam a existir, produzindo ou acumulando gordura, inflando-se como um balão. E também não produzindo ou não acumulando gordura em certas ocasiões, desinflando-se.

O segredo do inflar ou desinflar da célula adiposa é o seguinte:
Ela é a responsável pela regulação da quantidade de energia que mantém o nosso corpo em equilíbrio com a natureza.

Durante o período de crescimento do ser humano, as células adiposas vão inflando-se até um certo limite, e dividindo-se, ajudando no aumento de nosso corpo. Ao atingirmos a idade adulta, elas continuarão existindo, mas como já estamos em perfeito equilíbrio com a pressão atmosférica, elas param de se dividir, aí o processo de aumento de tamanho ou divisão das células adiposas vai depender do que ingerimos, e que nos faz desequilibrar com o ambiente em que vivemos.

Veja como é fácil compreender este fato:
Nosso corpo quando adulto, tem que manter uma quantidade de energia, que combine, ou seja, em equilíbrio com o ambiente em que vivemos.
Quando ingerimos algo calórico, como você viu no resumo da teoria de William acima, estaremos ingerindo algo com pouca energia. Nosso organismo então ficará com pouca energia em relação ao ambiente.
Quando ingerimos algo não calórico, quer dizer, com poucas calorias, nosso organismo ficará com muita energia em relação ao ambiente.

Quando ingerimos coisas com muitas calorias, as células adiposas perceberão que estamos diminuindo nossa quantidade de energia, então produzirão gordura, para armazenar energia de reserva, isso nos engordará, e pode nos deixar obesos.
Quando ingerimos somente coisas com poucas calorias, as células adiposas percebem que estamos nos enchendo de energia, passarão a dissipar a gordura, eliminando o excesso de enrgia de reserva, isso nos emegrecerá.
Esse é o segredo da origem da obesidade.

Agora veja alguns detalhes totalmente desconhecidos pela ciência que pode ajudar o ser humano a engordar ou emagrecer:
O ambiente em que vivemos:
Quando nascemos em um ambiente quente como o Norte do Brasil, entramos em equilíbrio com ele. Mas ao mudarmos pera um ambiente mais frio, a tendência é que as cálulas adiposas percebam que neste ambiente há mais energia externa em relação ao nosso corpo, e acaba acumulando gordura para nos deixar em equilíbrio com este novo ambiente.
Por exemplo: Se você mora em Belém do Pará, e viaja para Brasília, que além de mais frio é mais alto, a tendência é você engordar. Se faz o contrário, a tendência é você emagracer.
Este é o segredo que fazem os banhos em águas termais operarem verdadeiros milagres em quem tem doenças relativas ao frio. Fazem com que as células adiposas eliminem gordura, pois seu corpo ficará com muita energia em relação ao ambiente externo.
Bamhos de lama, que normalmente contém enxofre, elemento que segundo os livros sagrados, compõem as paredes do inferno, ou seja, são quentes, por isso calóricos, causam o mesmo efeito. As células adiposas percebem a pouca energia externa ao nosso corpo, e eliminam gordura para eliminar a energia de reserva.
Agora veja algo super interessante:
Ao ler a tabelinha de cor verde em nossa página Energia você perceberá as coisas que possuem muita e pouca energia.
Dentre as coisas que possuem pouca energia, está a tristeza, por isso a tristeza ou depressão podem causar nossa obesidade.
Perceba na tabela, que o doce, ou seja açúcar, tem muita energia, e portanto emagrece.
Por este motivo, o Governo brasileiro, através do Ministério da Saúde, tentou aprovar uma lei para que os produtores de doces, diminuíssem a quantidade de açúcar em seus produtos, para combater a obesidade e não conseguiu.
Os produtores de cana de açúcar conseguiram proibir esta aprovação, exigindo uma prova científica de que o açúcar engorda, e não existe esta prova no mundo científico.
O açúcar por ter muita energia, na realidade emagrece. Acontece que nós só usamos o açúcar, que tem muita energia, com elementos que tem pouca energia, muito calóricos, como o café, o chocolate, etc.., e acaba levando a culpa, indevidamente.
Entenda mais a Teoria de Wlliam, lendo todos os textos do site, desde o início.
Veja também um mistério que William conseguiu desvendar para os japoneses na página O Segredo do Perfume que Emagrece.

Alexandre disse...

Obrigado, Rui, pelo teu contributo para esta e outras temáticas que no fundo dizem respeito a todos nós.

E obrigado a todos(as) os (as) comentadores (as) que vieram enriquecer o post.

Beijos e abraços! Continuem a contribuir com as vossas opiniões e experiências! Obrigado!

M. disse...

Alex, o homem das polémicas :)
A publicidade e o culto pelo corpo perfeito que privilegiou tantos anos no mundo da moda e do estrelado as mulheres magras não é o motivo exclusivo da anorexia. Felizmente neste sector já começam a aparecer sinais de mudança graças aos alertas dos media, os criadores não arriscam ter modelos anorecticos nas passerelles devido às repreensões. Resta a outra face. Talvez a que provoca mais estragos porque a pessoa permanece no anonimato. EU FUI ANORÉCTICA. Encontrei-me em risco de vida durante 4 longos meses e hoje, passado um ano, sempre que sinto o apetite a desaparecer entro em alerta tal é o medo de uma recaída. Os motivos que me levaram a atingir este estado foram UNICAMENTE profissionais: situação de stress, responsabilidades enormes sobre os ombros, substituição de 2 colegas que se encontravam de baixa médica, sobrecarregaram-me de tal modo que me "esquecia" de comer. Agravava o facto de trabalhar num lab o que implicava lavar as mãos constantemente para se comer, ou ir ao café no fundo da rua. O cansaço e a falta de tempo levaram a que comer fosse cada vez menos frequente até que 3 semanas o cansaço atingiu o extremo e qualquer tentativa de me alimentar era rejeitada pelo organismo; ganha-se uma aversão à comida a ponto de se querer vomitar; a fraqueza é tanta que surge um ódio ao próprio corpo; A lingerie chega a ferir a pele na zona das costelas onde os ossos se tornam salientes; todoo organismo sofre uma reviravolta no seu equilibrio natural, os desmaios são fr equentes e acima de tudo, a "moral" está completamente enterrada num poço; Na rua reparam na magreza e as palavras "estás tão magra" soam-nos mesmo mal e passa-se a usar roupas largas para disfarçar.
Uma tarde, regressada do trabalho, em frente dos meus pais e companheiro apenas pronunciei as palavras "ajudem-me, nao aguento mais, só me apetece morrer". Quando pedi ajuda o meu desespero era total, se bem que todos reparassem que algo não anadava bem atribuiam ao excesso de trabalho. No dia seguinte ao meu pedido de ajuda, entrei de baixa médica e num médico particular que me fez perceber a gravidade da minha situação. Encontrava-me em perigo de vida e se não me alimentasse nao sobreveveria mais de uma semana. Foi o que me fez despertar de imediato e apliquei todas as forças que me restavam na minha recuperação. Com a medicação e dieta apropriada isolei-me praticamente do mundo lá fora. Foi longo, agonizante, dificil. Nao se trata apenas de ter força de vontade, é preciso que o corpo obedeça. E para o corpo obedecer, sofre-se imenso, porque ele controla a mente por mais forte que seja, recusa as ordens dela; os meus sonhos era povoados de pesadelos com pratos de comida de todas as cores num cenário incrivel. Durante 15 dias foi apenas dormir e acordar para comer (entre berros de má vontade). Tinha perdido 12 kg num corpo que só tinha 48 kg. Hoje tenho apenas 47 mas faz-se por isso.. Mas anorexia tornou-se uma palavra proibida para mim e basta-me olhar para trás para o bater o pé e nao deixar que aconteça. Foi penoso falar deste assunto hoje mas penso que se é importante despertar as pessoas porque este drama não acontece apenas nos palcos da vida. Pode haver entre nós, quem esteja a sofrer anonimamente, porque garanto-lhes que é possivel disfarçar até ao limite. Não o desejo a ningúem.


(Beijo especial para ti hoje, Alex)
M.

Alexandre disse...

M,

Obrigado por partilhares a tua experiência de vida e ... quase de morte!!! Que isto sirva de alerta a muita gente, se bem que as pessoas pensam que só acontece aos outros. A tua experiência - vivida e contada na 1.ª pessoa - é impressionante e faz-nos pensar na mã influência e na insensibilidade de muitas das pessoas que nos rodeiam...

E essa alusão ao mundo da moda é muito restritiva, penso que uma boa modelo deverá ser uma pessoa equilibrada na vida, na alimentação e nos hábitos. Está provado que as que não sabem gerir a sua vida não vão longe - apesar de algumas serem «obrigadas» a entrar nesta vida cedo de mais, quando ainda são crianças.

Como disse no início do post conheço muita gente que roça o limiar da anorexia - se é que já lá não estão! - e o que me espanta mais é que ninguém «repara»: nem os familiares, nem os colegas de trabalho e muito menos os chefes e os patrões. É esta situação que mais me revolta pois se uma pessoa consegue esconder algum desconforto psicológico é impossível esconder o corpo. Isso só prova a insensibilidade das pessoas e confirma aquela máxima de que quanto mais em baixo uma pessoa está mais baixo há que metê-la! Acho que as pessoas - algumas pessoas - têm especial prazer em afundar os outros quando por vezes bastava um estender uma mão.

Flôr disse...

Parabéns M pelo teu testemunho, parabéns pela tua coragem de assumires que FOSTE (passado-Graças a Deus), anoretica... emocionei-me ao ler o teu comentário... Que continues com FORÇA para seguires em frente...

Alex, meu amigo, parabéns por mais um tema deveras interessante e muito actual...

Amiga Flor com carinho

Diário de um Anjo disse...

A anorexia é de facto um dos problemas da sociedade moderna, tal como é obesidade. Cada vez mais as pessoas têm uma relação adversa com a alimentação.
Ainda me lembro quando surgiram as barbies. Não achei piada aquela miuda escanzelada. Gostava mais daquelas rechonchudas que já eram da minha mãe. Mas podemos dizer que a ideia de que as moças têm que ser magras começa ja na infância quando a boneca mais comprada é a barbie, uma autêntica magricela. Beijinhos

Bichodeconta disse...

Subescrevo cada palavra..Este fundamentalidades é um caso muito sério no alerta para problemas muito graves da sociedade.. ´´E fundamental parar aqui, e parar para pensar..um abraço...

Andreia do Flautim disse...

É terrivel mesmo!

Anónimo disse...

Olá, sem dúvida uma questão cada vez mais relevante. De facto a questão da elegância tão explicita na publicidade, na televisão, nas revistas leva a um encadeamento de situações que podem resultar na busca da imagem perfeita.
Um excelente livro sobre esse assunto: " A ditadura da beleza" de August Cury.
bjs :)

Tiago' disse...

Bem, eu sou magro, mas não me parece que seja anoréxico!! Eu como tudo o que me aparece à frente, menos alguns tipos de bolosos e doces, por isso...

Muito boa reportagem! um abraço ;)

*Marta* disse...

Boas Alex, não pude deixar de reparar no teu reply onde referes a falta de sensibilidade dos familiares em relação a um(a) anorectico(a). Muitas vezes as pessoas já são magras e as alterações no corpo são disfarçadas geralmente por vergonha, e viver com a pessoa diariamente também chama menos a atenção para o problema do que para as pessoas que estão de fora e reparam mais. Além disso,os tanstornos psicológicos e o sofrimento da pessoa é escondido por ela própria, porque é uma situação em que a auto-estima está muito reduzida e ninguém gosta de dar parte de fraco. De qualquer modo, é precisamente a família que participa na recuperação e mais nenhuma pessoa. Os outros,lá fora podem reparar que algo se passa mas optam por não se meter, ou por receio de invadir a privacidade ou por acharem que nada têm a ver com isso. Os amigos são importantes porque são os que mais reparam e possuem um à-vontade diferente para fazer ver a verdade. Desde que a pessoa deixe claro.Portanto, culpar seja quem for não é revelante porque o verdadeiro problema está no anoréctico e na força que tem para assumir que precisa de ajuda.

Parabéns pelo tema. Beijinhos

Jasmim disse...

Olá Alex
Ainda bem que falaste no assunto. Nunca é demais falar sobre ele.
As disfunções alimentares têm por trás um desequilibrio tal que é assustador pensar quão baixa é autoestima de um ser humano.
Bjocas

GarçaReal disse...

É realmente um dos problemas da actualidade.
Vi casos incriveis em minha caminhada pela saúde.

bjgrande

carla granja disse...

olá! gostei deste tema k serve para ajudar muitas adolescentes em especial k começam por dietas loucas e k por vezes nem precisam e depois acabam anorecticas. hje em dia parece k kem nao é elegante nao é aceite na sociedade eu já emagreci muito mas tenho feito dieta e sei kuando devo parar. espero k todos o saibam fazer para nao acabaram com uma doença k é tao grave e k depois nao a sabem controlar. hje tmb deixo um recado em forma de poema tmb pa alertar muito as pessoas k tato sofrem por amor e te digo tudo o k ali tá escrito sou eu do principio ao fim
bjo
carla granja

Sei que existes disse...

A anoréxia é uma doença bastante grave e causada por diversos motivos... Mas sem dúvida que a apresentação de filmes e programas que levam uma sociedade a achar que a beleza das pessoas está na sua apresentação física e não na sua forma de ser, é sem dúvida, uma grande incentivo para o aumento do número de pessoas afectadas por esta doença!...
Beijinhos grandes

Papoila disse...

Excelente post. Chamei a minha filhota para ver as imagens que ... está na idade em que de rechonchuda pode passar ao outro lado....

Beijos
BF

irneh disse...

Olá Alex

A anorexia e a bulimia são dos distúrbios alimentares a que, cada vez mais, pais e educadores têm de estar atentos. A sociedade, o mundo da moda, o stress, os desequilíbrios emocionais, a publicidade, tudo contribui para o estado a que as coisas chegaram.


beijinhos

Maria P. disse...

Este é sem dúvida um dos assuntos que nunca será demais abordar.
A sociedade está muito influenciada pela publicidade, cujo o grande objectivo é o lucro, seja de que forma for alcançado.

Muito bem Alexandre.
Beijinho*

Teresa disse...

De um modo ou de outro, as marcas continuam a apostar nas figuras magras... a resvalar para o esquálido. Há dias fui à Zara e, para meu espanto uma vez que isso tinha sido proibido há anos, lá estavam novamente roupas nº32!!! Absolutamente lamentável. Beijinhos Alex

Pena disse...

Amigo Talentoso Alexandre:
Bela atitude Pedagógica/Social sobre a anorexia.
Quantas jovens confundem tudo por falta de informação e desconhecimento das perigosas consequências da doença.
Atitude sensata e actual perante uma problemática assustadora e que exige sempre compreensão e relevância junto de pais, educadores e promoções publicitárias assustadoras e incentivadoras de condenar.
Os jovens são muito influênciaveis, por isso, toda a insistência é parca e, sensível ao poder da informação e esclarecimento do que pode gravemente acontecer.
Os produtos "light" que referes é um bom exemplo negativo a seguir pelas pessoas desinformadas. Vêm neles o poder de tudo conseguirem com prejudicial mal para a saúde.
Excelente, amigo talentoso Alexandre.
Transcendes pela forma extraordinária como concebes e idealizas os teus belos textos.
Parabéns!
Um Bem-Hajas pela actualidade e lições majistrais que nos dás com maravilha.
Gosto de ler o que escreves.

Abraço amigo de enorme estima.

pena

SílviA disse...

Vim aqui atraves do blo SOPA DE PEDRA... la escrevi o seguinte comentario:

"Bem... é certo que se cultiva a magreza, mas também acho que se poe tudo dentro do mesmo saco e assim tbm nao pode ser...se as pessoas nao podem ser radicais quanto às pessoas mas gorditas tbm nao o podem em relaçao às magras. por mim falo... sou magra, super saudavel sem pinta de anorexia. O meu metabolismo é mesmo assim mas muita gente dá palpite e tira comclusoes precipitadas...conta e medida no que se faz ao corpo mas também no que se diz dos outros sem conhecimento de causa :P"

Alias, uma coisa que me chateia imenso e que agora digam que vao acabar com os numeros mais pequenos nas lojas... vou vestir o que?! As pessoas com mais peso podem andar bonitihas e eu de roupas largas?´
Parece egoista da minha parte, mas também é egoista da parte de quem toma essas medidas porque eu e muitos outros somos magros por natureza, muito saudaveies e também gostamos de nos sentir bem com o que vestimos :P


A anorexia é uma doença grave que ceifa muitas vidas e é logico que medidas tem que ser tomadas pensando em que sofre na doença e em todos os outros.